O batismo

Galera leitora do Portal O Rio, uma vez por semana vamos conversar sobre carros, mercado automobilístico e outros temas ligados ao assunto. Fiquem à vontade para sugerir temas e dar pitacos, sem esquecer das críticas, que são sempre bem vindas.

Na onda da expectativa com a reta final das obras de construção do Parque Automotivo Fiat Chrysler, em Pernambuco, no município de Goiana, surgiram nas últimas semanas evidências mais claras sobre um dos modelos que poderia ser montado na fábrica. Com previsão de início de operação no primeiro semestre do ano que vem, a planta pode trazer ao mercado um carro que promete recolocar a Fiat no topo segmento de sedãs grandes, missão que o Fiat Linea não conseguiu cumprir.

O carro em questão é o Fiat Viaggio, modelo que divide plataforma com o Dodge Dart (na verdade eles são bem parecidos). Há muito tempo ele é especulado no Brasil e por isso não falaremos muito dele, até porque não há confirmação por parte da marca italiana da montagem do modelo por aqui. A assunto é o nome do veículo. Há um ônibus da Marcopolo que se chama Viaggio, o que poderia inviabilizar a adoção deste nome pelo carro no Brasil. Com isso, o nome “Tempra”, muito conhecido do povo brasileiro, volta a ganhar força. A prática de batizar lançamentos com nomes já conhecidos no mercado não é nova e se trata de uma estratégia de marketing. Fabricado no Brasil de 1991 a 1999, o Tempra fez história com versões que rendem elogios até hoje como “Stile”, “Ouro” e “Turbo”.

Outro nome que pode voltar a figurar por aqui é o “Escort”. Agora, no entanto, ele pode ser colocado em um carro que nem de longe lembra o Ford que fez tanto sucesso no Brasil na década de 1980 e 1990. Com previsão de posicionamento acima do Focus, o Escort tem previsão para ser vendido na China no ano que vem, e já se comenta sobre a presença dele por aqui. Falando no nosso irmão de BRICS, o nome Santana é famoso por lá há décadas, sendo comercializado até hoje. Se tratando de mercado automobilístico, realidade por lá se torna especulação por aqui, então é claro que o Santana continua sendo falado em terras brasileiras.

MERCADO

Até o fechamento desta coluna (sexta-feira, dia 15), o VW Gol liderava o ranking dos autos mais vendidos em agosto, segundo a Fenabrave, com 7.352 unidades vendidas. Em segundo lugar estava o Fiat Palio, com 6.641. Na terceira posição estava o Chevrolet Onix, com 5.476 unidades vendidas. Esses três fecharam o mês de julho no topo, só que com o carro da Fiat na liderança.

É legal destacarmos também a antiga (e boa) briga entre o Fiat Siena e o VW Voyage. Com 3.648 unidades comercializadas até agora, o italiano está na frente, mas o alemão segue na cola, com 3.640. Os dois estão em 7º e 9º lugar, respectivamente. O destaque negativo vai para o VW Up! que tem somente 2.882 vendas registradas. Parece que as baixas vendas do modelo na Europa, o que pode levar ao fim da produção por lá, estão pegando no carrinho que acabou de chegar por aqui.

About Sobre carros

Formado em jornalismo em 2005, Vinicius Palermo trabalha desde 2012 como editor em um jornal carioca. Apaixonado pelos automóveis e pelo Flamengo, ama a família e os animais, por quem luta por dias melhores no futuro. Acredita na máxima de plantar o bem para colher o bem.

Check Also

Saindo do forno

Novidade alemã no Brasil A Mercedes-Benz anunciou nesta quinta-feira (30), o início das vendas de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.