“A Salto Alto – Entre Gentilezas e Extermínios”: a desconstrução da fábula Cinderela

circo-no-ato
Circo no Ato (Foto: RMNZ / Divulgação)

Principal palco das artes circenses na cidade, a Fundição Progresso recebe um novo espetáculo neste mês. Até o dia 26 de junho, sete artistas da companhia Circo no Ato vão surpreender o público com a montagem “A Salto Alto – Entre Gentilezas e Extermínios”: um misto de fantasia, crítica e arte circense espelhados na velha e conhecida fábula da Cinderela. Elementos como a fada madrinha, a madrasta, as irmãs invejosas, o príncipe, a princesa, o grande baile, as badaladas da meia-noite e o sapato de cristal ganham um novo significado e, através da técnica da portagem (acrobacia em grupo, realizada quando um artista sustenta o peso de outro apenas utilizando o próprio corpo), compõem a crítica social do espetáculo. Com patrocínio da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, da Secretaria Municipal de Cultura e do Malabarize-se, a montagem conta com a contribuição do diretor italiano Roberto Magro, do bailarino e performer Gustavo Ciríaco e da bailarina e preparadora corporal Maíra Maneschy, além da direção colaborativa do próprio elenco.

“A Salto Alto – Entre Gentilezas e Extermínios” conta a história de sete pessoas sem nada no bolso, mas com o corpo cheio de camadas de liberdade, repressão, valores, colonização e transgressão. A partir de um ambiente de luxo e ostentação, do qual nitidamente os personagens não fazem parte, o espetáculo questiona com irreverência a busca desenfreada pelos bens materiais, os desejos de consumo e a representação da mulher na sociedade, trazendo para a cena na sua independência e força. Instrumentos da cultura brasileira como berimbau, atabaque e violão se misturam a sintetizadores e programações eletrônicas, compondo uma trilha sonora diversificada e universal.

A Salto Alto é uma realização do Circo no Ato e foi contemplado pelo “Viva a Arte”, edital de fomento direto da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro. Ainda conta com patrocínio do canal Malabarize-se, corealização da Osmose Produção, coprodução do Circo Crescer e Viver, Central del Circ e Iberescena, além do apoio da Funarte, Fundição Progresso e Escola Nacional de Circo.

SERVIÇO:
ESPAÇO ARMAZÉM
Endereço: Fundição Progresso, S/N, Lapa
De 3 a 26 de junho de 2016
Sexta e sábado (20h) e domingo (19h)
Ingresso: R$ 20,00, com meia-entrada para estudantes, idosos e menores de 21 anos

About Portal O Rio

O Portal O Rio é um portal de notícias online e independente. Criado em julho de 2014, o site tem como objetivo informar sobre o que acontece no Rio de Janeiro.

Check Also

Cazuza Pro Dia Nascer Feliz: grátis na Fundição Progresso

Os fãs de Cazuza já podem comemorar! Neste domingo (25), às 17h, o consagrado “Cazuza …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.