Alimente corretamente seu pet

Ninguém duvida que eles são uma gracinha e que muitos são tratados como verdadeiros membros da família. Mas, apesar de todo carinho e amor, os animais domésticos (mais comuns gatos e cachorros) devem ser alimentados de maneira correta, respeitando sua espécie e hábitos naturais. O problema é que muitos papais e mamães de  pets não conseguem “enxergar” a diferença entre homem e animal e acabam por oferecer – como forma de agrado – alimentos que podem prejudicar, e muito, a saúde de seu bichinho. Isso inclui doces, comidas temperadas e outros atrativos que podem, em um primeiro momento, parecer inofensivos, mas na verdade são verdadeiro veneno para o animal. De acordo com Fernanda Lunardi Del Claro (Médica Veterinária) e com Gustavo Del Claro (Zootecnista, Mestre, Doutor e Pós–Doutor em Nutrição Animal), ambos da Petitos, para garantir a segurança de seu pet, o correto é “oferecer alimentos exclusivos e desenvolvidos para os animais”.

Apesar de alguns animais apresentarem rejeições a determinados tipos de ração e snacks, os especialistas alertam que, na maioria das vezes, a reação alérgica não tem a ver com o produto/alimento, e sim com o próprio organismo do animal. A sugestão, neste caso, é substituir a fonte proteica e procurar o médico veterinário de seu bichinho para que ele possa oferecer mais soluções.

chocolate
O chocolate contém grande concentração de Teobramina, uma substância tóxica para os cães

NUNCA OFEREÇA DOCES
Em épocas comemorativas, como Páscoa e aniversário do pet, é comum observar crianças – e até mesmo adultos – oferecendo doces ao animal. Este hábito é extremamente perigoso e pode, inclusive, matar o seu bichinho. “Doces não são opções saudáveis para o animal, pois podem causar obesidades, problemas dentários e até diabetes”, disseram os especialistas. Outro alerta bastante importante é NUNCA oferecer chocolate ao animal. Este tipo de alimento contém grande concentração de Teobramina, uma substância tóxica para os cães.  A dica é procurar petiscos apropriados, que não trazem malefícios aos bichos. “Um detalhe importante, todo alimento, se oferecido de forma exagerada, pode causar diversos problemas. É muito importante o animal sempre passar por acompanhamento com o médico veterinário e o dono se atentar as indicações de consumo nas embalagens”, alertou Fernanda e Gustavo.

PETISCOS SÃO BEM VINDOS
Os petiscos, desenvolvidos por especialistas em nutrição animal, são ideais para serem oferecidos ao seu pet como forma de agrado ou recompensa. Segundo os médicos veterinários, são obrigatórios para as empresas que produzem alimentos para cães e gatos: o  Manual de Boas Práticas de Fabricação, o registro e a aprovação do Ministério da Agricultura. Ainda de acordo com eles, “todos os produtos fiscalizados e aprovados pelo Ministério da Agricultura possuem em sua embalagem um selo”, portanto é recomendado atentar ao selo e assim garantir mais segurança na hora de oferecer alimento.

A única contraindicação dos especialistas com relação aos petiscos para animais é oferecer em excesso. A dica é olhar a quantidade recomendada no rótulo e ter a consciência de que este tipo de alimento não substitui uma refeição.  Vale ressaltar que o acompanhamento do médico veterinário e todas as suas recomendações são de extrema importância para que a saúde de seu bichinho fique sempre em dia.

About Juliana Torres

Co-fundadora do Portal O Rio, Juliana Torres administra, edita e produz conteúdo para o site e para as redes sociais. A jornalista, que é pós-graduada em Gestão Estratégica da Comunicação, já passou por assessorias de comunicação e redações de jornais impressos.

Check Also

Pizza: receitas saudáveis e nutritivas

Quem não gosta de pizza? Poucos sabem, mas a pizza é um alimento que fornece vários …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.