Passando a régua

Apesar de ter registrado crescimento em relação a junho, a produção de veículos no país foi a pior para o mês de julho desde 2006. Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), foram produzidos 215.145 autoveículos (Leves, caminhões e ônibus). O número é, no entanto, 17,8% maior que o registrado em junho, quando foram produzidos 182.710 autoveículos.

Já na comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram produzidos 252.718 autoveículos, o número é 14,9% menor. Houve queda também se compararmos o acumulado do ano. Nos primeiros sete meses deste ano, foram fabricados 1.490.478 veículos, número 18,1% menor que os 1.818.767 registrados no mesmo período de 2014.

Ao contrário do crescimento da produção em relação a junho, as exportações registraram queda no mesmo período. Foram 28.296 unidades exportadas, número 40,7% menor que em junho, quando 47.729 autoveículos saíram do país. Comparando com o mesmo período do ano passado, quando foram exportadas 34.321 unidades, o número é 17,6% menor.

O ano de 2015 continua, no entanto, melhor do que 2014 neste assunto. No acumulado, foram 225.305 unidades exportadas contra 203.615 no ano passado.

E a crise?!

A General Motors anunciou no fim de julho que dobrou seu plano de investimento para o período 2014-2019. O montante agora é de R$ 13 bilhões, sendo R$ 6,5 bilhões para o desenvolvimento de uma linha de produtos globais que serão comercializados em países como Brasil, China, Índia e México. Podem vir daí, inclusive, mudanças na linha Onix/Prisma e também na Spin.

A Chery também anunciou aporte em sua fábrica de Jacareí, no interior paulista. Serão investidos US$ 100 milhões (Cerca de R$ 350 milhões) na construção de uma linha de montagem na planta industrial, com previsão de gerar 220 novos empregos.

A Toyota abriu 500 novas vagas de trabalho para suas fábricas do interior de São Paulo. Serão 180 colaboradores para a unidade de Porto Feliz, que será inaugurada no início de 2016 e 320 para a fábrica de Sorocaba, que terá sua capacidade produtiva aumentada de 74 mil para 108 mil veículos por ano.

Completando o time asiático, a Hyundai lançou a pedra fundamental de seu centro de pesquisa em Piracicaba, também no interior paulista. Com previsão de ser entregue no fim do ano que vem, a unidade recebeu investimentos de R$ 100 milhões. 

BMW saindo do forno

Registrando crescimento em suas vendas em comparação com o ano passado, 9.928 neste ano contra 9.539 em 2014, a BMW anunciou o início da produção de mais um modelo em sua fábrica de Araquari (SC). Se trata do SUV X3, nas versões xDrive20i, xDrive20i X line e xDrive35i M Sport. A planta em Santa Catarina já produz os modelos Série 3, Série 1 e X1 e, até o fim deste ano deve começar a fabricar o MINI Countryman.

Mercado

Completada a primeira semana de agosto, vemos modificações no topo do ranking da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Líder nos últimos meses, o Fiat Palio registrou, até agora, 2.173 unidades vendidas e caiu para o terceiro lugar. A liderança passou para o Hyundai HB20, com 2.934, seguido pelo GM Onix, com 2.558 unidades comercializadas. Fecham o TOP5, o Ford Ka, com 1.750, e o Volkswagen Gol, com 1.617 unidades vendidas.

About Sobre carros

Formado em jornalismo em 2005, Vinicius Palermo trabalha desde 2012 como editor em um jornal carioca. Apaixonado pelos automóveis e pelo Flamengo, ama a família e os animais, por quem luta por dias melhores no futuro. Acredita na máxima de plantar o bem para colher o bem.

Check Also

Viventes: mostra com testemunhos do holocausto que vivem no Brasil

A exposição Viventes, com obras da fotógrafa Marian Starosta e curadoria de Eder Chiodetto, terá …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.