Principais causas da calvície e seu tratamento

De acordo com a Sociedade Brasileira para Estudo do Cabelo (SBEC), 42 milhões de brasileiros têm problemas com calvície. Existe a estimativa de que entre os homens de 20 a 30 anos, 10% sofram com a perda de cabelo. Enquanto oito a cada dez pessoas do sexo masculino apresentam predisposição à calvície como fator hereditário com menos de 70 anos.

Esse cenário tem contribuído para o aumento na procura de homens, e até mesmo mulheres, pela cirurgia de implante capilar. O impacto da perda de cabelo na mulher é muito maior do que nos homens, devido a importância estética dos seus cabelos e os costumes femininos de sempre mantê-los penteados e cuidados.

CALVÍCIE NAS MULHERES
Na maioria dos casos de calvície em mulheres, o problema começa na região central e superior do couro cabeludo. O índice de casos de calvície feminina são tão comuns quanto à masculina, porém apresentando um quadro menos severo e de tratamento e aparência clínica distintos, garante o médico Eduardo Gutierrez, da Axiste, empresa de materiais cirúrgicos.

A perda de cabelo é uma característica ainda predominantemente masculina, mas devido ao desenvolvimento tecnológico na área de estética de implantes, muitas mulheres têm recorrido à intervenção cirúrgica. Ainda de acordo com Gutierrez, a perda de cabelos nas mulheres influencia não somente na estética, mas principalmente em seus fatores psicológicos, diminuindo a autoestima.

FATORES QUE PROVOCAM A QUEDA DE CABELOS
– Hereditariedade
– Doenças autoimunes
– Alterações hormonais e da tireóide
– Químicas para cabelos
– Estresse acentuado

SINAIS DE QUEDA DE CABELOS
Quando o paciente percebe que está com uma acentuada perda de cabelo, já perdeu cerca de 30% dos fios. Aos primeiros sintomas de queda capilar a pessoa deve procurar um especialista, dermatologista ou um cirurgião plástico especialista em cirurgia capilar. O diagnóstico prematuro garantirá o sucesso do tratamento.

TRATAMENTOS
O uso de remédios e vitaminas com prescrição médica controlam o problema por um período, e são uma forma de medida paliativa para o paciente conseguir manter o cabelo por mais tempo. Evitar o uso de condicionador no couro cabelo é uma dica para quem já tem tendência de queda capilar, o produto deve ser aplicado apenas do pescoço para baixo, para facilitar o penteado. Somente o uso de shampoo medicinal, à base de Zinco, não é suficiente para o controle da queda de cabelo, necessitando de um medicamento complementar ou vitaminas.

*Foto Capa: Reprodução Internet

About Portal O Rio

O Portal O Rio é um portal de notícias online e independente. Criado em julho de 2014, o site tem como objetivo informar sobre o que acontece no Rio de Janeiro.

Check Also

Mechas coloridas: tendência de cor de cabelo será o hit deste inverno

As mulheres têm uma vontade constante de mudar a cor dos cabelos e adoram se …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.