Cinco dicas para transformar o emprego temporário em efetivo

Se o ano de 2015 não começou com um cenário muito animador para o mercado de trabalho brasileiro, existe um setor que vive outra realidade.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (ABICAB), as fábricas e lojas do ramo empregarão cerca de 26,5 mil novos funcionários em vagas de empregos temporários para a Páscoa 2015. O número é superior ao do ano passado, quando cerca de 24 mil vagas foram criadas nesta mesma época do ano.

Para Renato Mendes, consultor de carreiras da Job1, a contratação temporária é vantajosa tanto para o empregador quanto para o empregado. Ele explica que, para as empresas, “esta é a solução mais econômica, rápida, prática e flexível para resolver as necessidades de picos sazonais, projetos especiais, substituições de pessoal efetivo em férias, licenças ou imprevistos”. Já para o empregado, “é uma ótima oportunidade de conseguir uma colocação no mercado de trabalho, adquirir novas habilidades e, em muitos casos, transformar o trabalho temporário em efetivo”.

No Brasil, o trabalhador temporário pode ser contratado para suprir um aumento de demanda da empresa, a exemplo do que ocorre no final do ano ou datas comemorativas como a Páscoa. Também é uma opção em caso de ausência legal, quando a empresa precisa substituir temporariamente funcionários que estejam de licença maternidade, com problemas de saúde ou de férias. O contrato de aumento de demanda, como é o caso da Páscoa, pode durar, no máximo, seis meses e o de substituição de empregados não deve ultrapassar nove meses.

Segundo dados da Associação Brasileira do Trabalho Temporário (Asserttem), nos últimos dois anos, a média de trabalhadores efetivados ao final do contrato temporário ficou entre 10% e 15%.

Para quem deseja se candidatar a uma vaga temporária, mas já faz planos para transformá-la em efetiva, Renato Mendes dá algumas dicas:

  1. Demonstre interesse:

Um funcionário dedicado, com iniciativa e força de vontade tem muito mais chances de se manter no cargo. Aja como se o período do contrato temporário fosse apenas um período de experiência e você tem grandes chances de que realmente seja.

  1. Faça contatos e procure deixar uma boa impressão de si mesmo:

Nem todas as empresas conseguem efetivar imediatamente o profissional, logo após o término do contrato temporário, mas destacar-se pode fazer com que o empregador se lembre de você quando uma nova oportunidade surgir.

  1. Não descuide do seu comportamento:

Muitos funcionários não sabem, mas ter um bom comportamento é tão importante quanto ter as qualificações necessárias para a vaga. Chame atenção por sua educação e desenvoltura no relacionamento com clientes, colegas de trabalho e superiores. A empresa sempre pode oferecer ao funcionário um treinamento ou capacitação, mas dificilmente abrirá mão de valores e comportamento.

  1. Desempenhe suas tarefas com agilidade e qualidade:

Um bom funcionário precisa ser produtivo, sem abrir mão da qualidade no trabalho realizado. Cumpra sempre suas tarefas no prazo determinado e certifique-se de que fez o melhor.

  1. Informe-se sobre a empresa:

Dedicar-se a conhecer melhor o ramo de atividades da empresa e atualizar-se sobre seus produtos e serviços é um diferencial que não passará despercebido.

About Portal O Rio

O Portal O Rio é um portal de notícias online e independente. Criado em julho de 2014, o site tem como objetivo informar sobre o que acontece no Rio de Janeiro.

Check Also

Ruiva que canta e encanta

Linda, simpática e talentosa. Esta é Giul de Abreu, que encanta seus fãs com sua …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.