O Rio de Janeiro na arte de Kakau Höfke

(Por Bianca Garcia)

Artista plástica e designer gráfico Kakau Höfke (Fotos: Divulgação)
Artista plástica e designer gráfico Kakau Höfke (Fotos: Divulgação)

A beleza natural é a primeira coisa que vem à cabeça, mas vai além disso. O Rio é pop, é colorido, alegre, tem uma energia boa, tem gente bonita, feliz, bronzeada”. Essa foi a resposta da artista plástica Kakau Höfke para explicar o motivo pelo qual os cenários e as belezas do Rio de Janeiro fazem parte de sua arte. Mas nem sempre Höfke esteve na “Cidade Maravilhosa”. Aos 16 anos, a carioca foi com a família para Genebra e lá ficou dois anos. Depois morou quatro em Paris, onde se formou em graphic design pela Parsons School of Design, e, em seguida, foi para o Marrocos, onde deu aulas de pintura sobre seda. Por fim, Höfke foi para Lisboa, onde iniciou a carreira como designer, e depois de quase nove anos voltou para o Rio. “Daqui não saio mais! Me aposentei da vida nômade”, completou a artista, que muito simpática, bem humorada e atenciosa atendeu à reportagem.

A seguir confira, na íntegra, a entrevista exclusiva com a artista plástica, que colore os cartões postais cariocas e os transformam em arte linda e cheia de energia.

Por já ter passado por muitos lugares e por toda tua experiência, o que o Rio de Janeiro tem de especial e diferente?
Viajei muito e conheci lugares lindos, mas na minha opinião existem três cidades no mundo que eu considero especiais, cada uma com características distintas. Paris é o Velho Mundo, carrega muita história, tem aquela arquitetura deslumbrante, você anda na rua respirando cultura. Nova York é o símbolo do Novo Mundo, cosmopolita, frenético, “the city that never sleeps”, onde tudo acontece. E o Rio é a Cidade Maravilhosa que Deus abençoou com essa natureza exuberante e que consegue se manter bela, apesar de todos os maus-tratos.

Existe saudade de alguma coisa de algum dos lugares que viveu e que não tem no Rio?
Nossa, são tantas coisas, assim como eu sentia saudade até de paçoca quando estava lá (risos). Mas para escolher só uma, fico com a mudança marcada das estações. As cores se transformam, o astral muda! Confesso que ficava deprimida com a chegada do frio, mas o outono com aquelas folhas amareladas acaba sendo lindo, e a luz mais bonita é a de um dia de sol no inverno. Aí vem a primavera cheia de flores, a chegada do calor traz aquela sensação de liberdade, as pessoas vão para a rua, ficam mais felizes. Só quem passou por seis meses no frio, sabe!

Você já teve algum bloqueio criativo? A que atribuiu isto?
Já passei por alguns, dizem que isso é coisa de artista… Questões internas, medos, coisas que a vida vai ensinando a gente a lidar. Sofri mais no primeiro, achei que nunca mais na vida seria capaz de criar, mas essas fases passam e eu acabo voltando mais forte, faz parte do amadurecimento. Na próxima vez já não vou sofrer tanto!

O Rio de Janeiro é temática de muitos outros artistas. Para você, o que tem diferente na sua arte que traz o Rio também como tema?
É lindo ver a nossa cidade servindo de inspiração para tanto artista. Alguns eu gosto, outros não, mas o mais bacana é ver a diversidade de estilos, o olhar, a interpretação de cada um sobre o mesmo tema. O meu trabalho é a minha visão de um Rio pop e contemporâneo. Acho que fui feliz em ter conseguido criar um estilo próprio onde utilizo elementos gráficos, sobreposicões e transparências. Tudo isso com muita cor.

Qual o seu lugar preferido no Rio de Janeiro?
Sempre digo que o melhor lugar do Rio é a minha casa (risos). Aqui do terraço tenho o baita privilégio de ver o Cristo, o Dois Irmãos e as palmeiras imperiais do Jardim Botânico. Também é aqui que guardo a minha história de vida. Como nos mudamos muito, aprendi desde cedo, com a minha mãe, que a casa da gente é o lugar onde devemos nos sentir 100% bem. Aqui não é diferente. Sou super caseira, saio muito pouco, tenho um gato lindo chamado Picasso, pinto, cuido do jardim, recebo muitos amigos e assim vou levando a vida que eu sempre sonhei.

Como foi o convite ou a ideia da sua arte na marca Bibi Sucos, tradicional na cidade?
O Sérgio e a Bia Rodrigues, donos do BIBI, conheceram meu trabalho em uma matéria e marcaram uma visita ao atelier. Depois de um café, compras feitas e já a caminho da porta, o Sérgio me perguntou se poderíamos marcar uma reunião para falar sobre um assunto que ele tinha acabado de pensar. Na semana seguinte, quando ele me apresentou a ideia eu achei o máximo, afinal, tem coisa mais carioca que o BIBI? Hoje em dia eu adoro trabalhar com eles, é o tipo de parceria que só deu certo.

O que você tem a dizer, como artista que usa as belezas do Rio, sobre a violência interminável no estado?
A violência faz parte da realidade de diversas cidades mundo a fora e aqui não é diferente. O problema é que tudo que acontece aqui toma uma proporção gigantesca. Tem paulista que morre de medo de vir para cá, quando São Paulo é tão ou mais violento que o Rio. Esse não é um problema particular do Rio. Convivo com ele como qualquer outro carioca. Me revolta, fico triste com a falta de possibilidades que o governo oferece aos menos favorecidos… E se a gente começar a falar de problema, aparece uma enxurrada. Tem muita coisa errada por aqui. Acho que isso influencia e muito o meu trabalho. Hoje eu ouvi de um amigo que a beleza é a maior crítica, por isso talvez eu faça questão de pintar um Rio belo e feliz!

Kakau Köfke - Mini Gravura - Colorido Carioca
Kakau Köfke – Mini Gravura – Colorido Carioca
A mini gravura Colorido Carioca custa R$ 180,00 sem moldura. Mas telas e mini gravuras, a artista também produz sob encomenda. Podem ser adquiridas pelo telefone (21) 98123-2983 e no ateliê, que fica no Jardim Botânico, Zona Sul carioca.

Kakau Hökfe também produz esculturas, cadeiras, almofadas.

kakau 3

kakau 4 kakau 5

About Bianca Garcia

Co-fundadora do Portal O Rio, Bianca Garcia administra, edita e produz conteúdo para o site e para as redes sociais. Com experiência em jornal impresso e mídia social, a jornalista formada pela FACHA é também graduanda de Letras/Literatura pela UFF e pós-graduanda em Gestão Estratégica da Comunicação pelo IGEC.

Check Also

Viva os cachos: 1º Encontro Cacheia + Casa Nostra Cosméticos no Rio

Cacheadas, fiquem atentas! No dia 9 de julho, de 10h as 18h, acontece o 1º …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.