Conforto que vicia

Eu me lembro de minha emoção quando dirigi um carro automático pela primeira vez. Pode ser bobeira de um apaixonado por veículos, mas era um verdadeiro misto de sensações. Eu estava, ao mesmo tempo, feliz por não precisar ficar passando marchas nesse “delicioso” trânsito do Rio de Janeiro e desanimado por não sentir mais o carro tão na minha mão, com trocas à minha escolha. Transmissão automática ainda não deixou de ser um opcional de luxo e caro no Brasil, mas aos poucos esse cenário está mudando. Até carros de entrada agora tiram onda de câmbio automático (ou automatizado). Pois bem, qual a diferença, afinal, entre câmbio automático e automatizado? Na nossa coluna de hoje vou falar um pouco sobre isso.

Vamos primeiro falar sobre os automatizados que ocupam carros de entrada da Fiat e da Volkswagen, mas sem resgatar águas passadas. Só citaremos, por alto, que a chegada desses câmbios por aqui não fez muito sucesso, pois apesar de aposentarem a embreagem, os solavancos do carro durante as trocas de marcha eram capaz de deixar qualquer monge louco de raiva.

No site da Volkswagen, a versão move do UP! 1.0 com transmissão automatizada I-MOTION, com função Tiptronic não sai por menos de R$ 32 mil. É este o modelo mais barato da marca alemã com este tipo de câmbio. O I-MOTION também é encontrado em outros carros de faixa de preço menor, como Voyage, Gol e Fox.

No passado, o DUALOGIC, câmbio automatizado da Fiat equipou Linea e Stilo, dois carros considerados Tops, mas hoje, quem diria, ele já pode ser encontrado no carro de entrada da marca. No entanto, ele só equipa a versão 1.4 do Fiat Uno e não sai por menos de R$ 38 mil, onde R$ 3 mil são pagos somente pelo câmbio. Fiat Palio e Fiat Siena também têm a opção deste câmbio.

Diferentemente da Chevrolet, que hoje equipa alguns de seus carros com câmbios automáticos e aposentou o EASYTRONIC – sua transmissão automatizada, a Ford também utiliza uma versão do câmbio automatizado. O câmbio POWERSHIFT, no entanto, não está disponível para o Ka, o mais barato da marca norte-americana. O modelo mais em conta com a transmissão é o New Fiesta, que no site da marca sai por cerca de R$ 54 mil.

Pois bem, qual a diferença, afinal, entre os dois câmbios? Vamos fazer aqui uma análise bem superficial. Durante as trocas de marchas, os câmbios automáticos são alimentados por um conversor de torque. Enquanto o carro aumenta a rotação do motor e a velocidade as marchas vão sendo trocadas. Já os sistemas automatizados, apesar de cada um ter as suas configurações, há uma embreagem que faz as trocas de marcha, mas sem a necessidade do pedal do motorista.

Teoricamente, os câmbios automáticos são mais confortáveis, pois não há os trancos das trocas de marchas, presentes nos automatizados. No entanto, as transmissões de dupla embreagem, como a POWERSHIFT, da Ford, acabam com este problema, pois trabalha com marchas “pré-engatadas”. Por ser um sistema mais complexo, o câmbio automático é mais caro na hora de comprar e na hora da manutenção. No entanto, é um opcional de valor na hora de revender.

Do UP! automatizado ao Range Rover Evoque com transmissão automática de nove velocidades, as opções para tornar a direção um pouco mais confortável e fácil são muitas. Algumas destas, inclusive, não tiram a emoção das trocas de marchas, ao dar a opção de alavancas borboletas no volante, imitando carros de corrida. Mas pergunte a um apaixonado por carros superesportivos o que ele prefere?

MERCADO

Faltando apenas dois dias para fechar o mês, o Fiat Palio registrou, até sexta-feira (28), 14.278 unidades comercializadas e se afastou ainda mais de seus concorrentes. Em segundo lugar, está o Chevrolet Onix, com 13.622 unidades vendidas, seguido pelo Volkswagen Gol, com 11.166. Completam o TOP5 do ranking Fenabrave o Hyundai HB20, com 10.036 e o Fiat Uno, com 9.921.

O destaque da semana vai para o Ford Ka, que colocou no TOP5, com 9.822 e pode terminar o mês dentro da lista dos cinco mais vendidos. O Honda City também merece uma lembrança, já que alcançou a melhor marca do ano, com 2.809 unidades comercializadas.

 *Foto Capa: Reprodução Internet

About Sobre carros

Formado em jornalismo em 2005, Vinicius Palermo trabalha desde 2012 como editor em um jornal carioca. Apaixonado pelos automóveis e pelo Flamengo, ama a família e os animais, por quem luta por dias melhores no futuro. Acredita na máxima de plantar o bem para colher o bem.

Check Also

Despedida da SAAB

Conhecida pela espetacular Volvo e a fora de série Koenigsegg, a lista de fabricantes de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.