Soy latino-americano e ruralino

(Por Olivia Kerhsbaumer)

A vontade de expandir horizontes, buscar qualificação profissional e formação superior, muitas vezes, ultrapassa as fronteiras do nosso país de origem. Sabemos que a busca por uma bolsa de estudos no exterior é uma atitude crescente entre os estudantes brasileiros. O que vem ocorrendo também, cada vez com mais frequência, é a presença de estudantes originários de outros países nas universidades brasileiras.

É o caso de Juan David Ceron Genoy, de 18 anos, colombiano da cidade de Bogotá, capital da Colômbia. Ele viu no Brasil a oportunidade de ingressar no ensino superior. “A ideia de vir para o Brasil surgiu de um familiar que me falou de um programa que o governo brasileiro tem e oferece vagas a estrangeiros, pertencentes aos países do MERCOSUL, nas universidades estaduais e federais do país”, explicou. Genoy é estudante de Ciências Econômicas na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e optou por sair do curso que já estava encaminhado na Universidade Militar Nueva Granada, na Colômbia, pois para ele, a carreira que escolheu, é mais promissora em terras canarinhas. “Escolhi estudar no Brasil, porque é o país líder da economia latino-americana e por isso, a opção ideal para meu futuro na profissão”, disse. O universitário, que está apenas há seis meses no Brasil, disse que teve total apoio da família na nova empreitada. Embora tenha se adaptado muito bem, Genoy ressalta que falar e entender perfeitamente a língua portuguesa foi sua maior dificuldade desde que chegou. “Eu já conhecia e tive aulas de português, mas foi muito difícil me habituar ao nível que vocês têm aqui”, contou o estudante. O conhecimento básico da língua em questão facilitou o processo para ingressar na UFRRJ, porque a preparação para o vestibular foi um pouco diferente daquela feita por estudantes brasileiros. “Tive que me aperfeiçoar nas aulas de português para fazer provas e receber o Celpe-Bras [Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros]”, explicou. O Celpe-Bras é conferido aos estrangeiros com desempenho satisfatório em teste padronizado de português, desenvolvido pelo Ministério da Educação e pode ser dado em quatro níveis: intermediário, intermediário superior, avançado e avançado superior.

Ao fazer planos, o futuro economista não pretende ir embora do Brasil tão cedo. “Meu plano principal é continuar os estudos aqui, para seguir com mestrado e doutorado e aproveitar ao máximo a oportunidade que o governo do Brasil me ofereceu”, afirmou. Baseado nas suas opiniões pessoais, Genoy diz que observa muitas diferenças entre Brasil e Colômbia. “Eu acho que o que falta melhorar aqui no Brasil são as condições da saúde e das rodovias. Isso na Colômbia funciona melhor”, disse. Além disso, ressaltou que gostaria que o seu país desse para estudantes de outros países, o tipo de oportunidade que ele teve no Brasil. Segundo o site da UFRRJ, “o aluno estrangeiro que tenha interesse em estudar na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro precisa atender requisitos institucionais e legais, além de possuir proficiência oral e escrita em português em nível tal que consiga acompanhar as aulas”.

 

About Portal O Rio

O Portal O Rio é um portal de notícias online e independente. Criado em julho de 2014, o site tem como objetivo informar sobre o que acontece no Rio de Janeiro.

Check Also

Cazuza Pro Dia Nascer Feliz: grátis na Fundição Progresso

Os fãs de Cazuza já podem comemorar! Neste domingo (25), às 17h, o consagrado “Cazuza …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.